Pesquisar este blog

Carregando...

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Fontes Clássicas e Arqueológicas


Texto Referência
Cap. III - Os Egipcios. In:GIORDANI, Mario Curtis.
Historia da Antiguidade Oriental. Rio de Janeiro: Vozes, 1969

 Fontes clássicas da  Historia do Egito Antigo.

Antes das descobertas arqueológicas as fontes usadas para estudo da história do Egito eram somente a bíblia e alguns autores antigos.
Os mais conhecidos são: 

Heródoto de Helicarnasso (480 a 425 a.C) este considerado o "Pai da História" escreveu duas obras sobre o Egito conhecidas como livros II e III;
Hecateu de Mileto (séc. VI a.C), escreveu muitos relatos de viagens entre eles a "Perigese" onde relatou tudo sobre sua viagen ao Egito;
Máneton (séc. III a.C) foi um sacerdote egípcio e por este motivo se torna a fonte mais segura, provavelmente a pedido de Ptolomeu II, escreveu no dialeto grego o historia do Egito Antigo (Aegyptiarca) embora não tenhamos a obra original, encontramos muitos fragmentos em Flávio José, Julio - o Africano e Eusébio. A lista dinástica de Maneton (Aegyptiarca) foi confrontada com descobertas arqueológicas e epigrafia, revelando muitos dados importantes para o estudo do Egito Antigo.

Outros autores: Deodoro da Sicília, Plínio - o Velho, Plutarco, etc.

Fontes Arqueológicas da história do Egito

Os achados arqueológicas que mais forneceram dados para uma formular conclusões sobre o Egito Antigo são: 
A Pedra de Palermo nos traz informações da I a V Dinastia. Acredita-se que apedra teria em torno de 2,10 metros de altura e 0,60 metros de largura.

A Pedra de Roseta contem decretos de Ptolomeu V, escrita em três dialetos diferentes ( Hieróglifos, Demótico e Grego ) foi essencial par a decifração da escrita egípcia. Encontrada por um soldado desconhecido durante um trabalho de reconstrução do forte Rachid ( Forte Julien ) ao noroeste de Roseta, no Delta do Nilo, foi levado pouco depois para British Museum como troféu militar.



Temos também o Papiro de Turim, embora muito danificado, constitui, ao lado das listas reais gravadas nos templos egípcios e das listas de Máneton e Eratóstenes, contem dados preciosos para o estabelecimento da cronologia das dinastias egípcias, encontra- se atualmente no museu Egípcio de Turim. 




O vídeo abaixo explica com detalhes algumas das fontes clássicas e arqueológicas da Historia do Egito. Apresentado por André Wagner Rodrigues, professor Universitário, que nos ajuda muito em nosso blog com seus videos. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário